Bolsonaro assume com promessa de agenda liberal; Ibovespa se valoriza e dólar cai Por Investing.com


© Reuters. Bolsonaro assume com promessa de agenda liberal; Ibovespa se valoriza e dólar cai

Investing.com – A primeira semana do ano foi movida por perspectivas positivas em relação ao governo do presidente Jair Bolsonaro, que tomou posse na terça-feira (1), no mercado acionário brasileiro. O novo governo assume com a promessa de implementar uma agenda liberal, com a promoção de reformas, privatizações e redução da carga tributária, que foram corroboradas na cerimônia de posse de Paulo Guedes no Ministério da Economia.

Durante seu discurso, , cujo primeiro passo para a sua aprovação no Congresso ocorreu na quarta-feira, com o apoio do PSL, partido do presidente e segunda maior bancada de deputados federais, à reeleição de Rodrigo Maia à Presidência da Câmara.

Além disso, o novo ministro afirmou que, caso a reforma da Previdência não seja aprovada pelos parlamentares, o governo vai encaminhar ao Congresso uma completa desindexação e desvinculação do orçamento para perseguir o equilíbrio das contas públicas. Em 2019, as despesas obrigatórias correspondem a 93% dos recursos da União, enquanto pela proposta de Guedes não haveria rigidez orçamentária.

As se traduziram em otimismo, manifestada pela elevação do preço dos ativos negociados no , índice de referência do mercado acionário brasileiro, e na valorização da moeda brasileira em relação ao . O Ibovespa teve três dias seguidos de alta, acumulando valorização de 4,5% na semana, enquanto seus pares americanos subiram 1,6% (), 1,8% () e 2,5% (), embalados com a disparada na sexta-feira. O dólar, que encerrara 2018 a R$ 3,88, apresentou uma forte queda de 4,27%, fechando a semana a R$ 3,71.

Os números positivos do mercado brasileiro se sobrepuseram a um mercado externo volátil devido às incertezas em relação ao crescimento econômico dos principais países em 2019. Mesmo a defesa de Bolsonaro em em sua reforma da Previdência (diferentemente da proposta apresentada pelo ex-presidente Michel Temer, de 65 para homens e 62 às mulheres) diminuiu o ímpeto de ganhos no mercado acionário brasileiro.

Os destaques dessa semana do Ibovespa foram as estatais. A Petrobras (SA:) se valorizou 8,99% nas preferenciais e 3,89% nas ordinárias, impulsionado externamente pela aumento de 6,7% no preço do e pela expectativa formada pela administração do seu novo CEO, Roberto Castello Branco. Em sua posse, Castello Branco indicou que a estatal dará prioridade à Exploração e Produção de , acelerando a produção e receptivo a parcerias.

Já a Eletrobras (SA:) teve uma valorização de 26% nas ordinárias e 20,55% nas preferenciais, devido à . como presidente da estatal. O executivo vai comandar o processo de capitalização da empresa, promessa do novo governo expressa pelo novo ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, durante a sua posse. O almirante, além disso, vai seguir com as propostas de reformas no setor energético apresentadas no governo anterior.

Não foram somente as estatais federais que apresentaram ganhos na semana. A Sabesp (SA:) teve alta de 20,19% após o governo do Estado de São Paulo, sob o comando do governador João Dória Jr., prometer uma desestatização da companhia estadual de saneamento básico. Segundo o secretário de Fazenda de São Paulo, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, o destino da Sabesp será a privatização ou capitalização.

Link Original

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *